Nada básico: dicas para incorporar o biombo branco à decoração
  • Mentha

Nada básico: dicas para incorporar o biombo branco à decoração

Biombos brancos são os mais utilizados em diversos estilos de projetos, pois conferem elegância e harmonia nos ambientes


Na foto Biombo modelo Podol. Créditos: Escritório A4 Arquitetura.


Criados para proteger e conferir privacidade aos ambientes, os biombos são um excelente recurso para segmentar os espaços, sem isolá-los completamente, permitindo uma integração visual entre eles. Para os locais que precisam de ventilação e boa dose de iluminação natural, o biombo é uma ótima pedida.

Uma forma de potencializar esse efeito pode ser a utilização de um modelo na cor branca, que naturalmente confere esse aspecto de luminosidade e, de quebra, ajuda a criar a sensação de amplitude nos espaços. Mas apesar de ser uma escolha mais segura para quem tem medo de ousar, o biombo branco passa bem longe de uma decoração básica. Confira alguns padrões exclusivos da Mentha para deixar o projeto mais luminoso e arejado e renove o décor sem medo.

Nos imóveis pequenos, na maioria das vezes a escolha é pelas plantas integradas, que ajudam a dar sensação de amplitude. Mas para quem gosta de delimitar esses espaços, trazendo privacidade para cada um deles, a utilização do biombo pode ser uma boa pedida.

+ 06 Dicas para especificar biombos Mentha de forma correta

+ Conheça as cores que serão tendência em 2020

+ 05 ideias de painéis para usar na sala

+ Pantone Classic Blue: Conheça a cor do Ano e inspirações com painéis Mentha usando essa cor


No projeto da designer Monica Lodygensky o modelo Square foi usado como divisória de ambientes, separando os espaços, mas ainda assim permitindo a entrada de bastante luz e integração entre eles.


No projeto do arquiteto Victor Niskier, o biombo Origem também foi utilizado como divisória, mas desta vez em uma loja de roupas, separando o mostruário das mesas de atendimento. Uma ótima ideia para se inspirar e usar em um closet, separando-o da penteadeira.

Outra maneira de usar o biombo branco e investi-lo como um elemento decorativo, criando uma textura em uma parede sem graça.


No projeto do escritório Proarq Brasil, o modelo Stone foi aplicado sobre uma parede em tom de terracota, criando um contraste elegante. Uma ótima maneira de misturar uma cor forte, com outra mais suave, em uma área de descanso.


Já neste showroom da Pantheon Revestimentos, o biombo Stone subiu da parede de cabeceira da cama infantil até o teto, que alinhado à iluminação embutida, evidencia o efeito vazado e cria uma atmosfera cenográfica no local.


No projeto do Studio Interior, a parede entre a sala de estar e a cozinha tinha um recorte pouco convencional. A solução foi utilizar o modelo Stone que ao mesmo tempo cria um fundo para a ambientação do living e promove uma integração visual com os demais cômodos da casa. Uma forma de integrar a varanda à sala de estar, preservando a privacidade em relação a quem está do lado de fora é utilizar o biombo como divisória.


No painel da designer de interiores Sandra Caliolo, o modelo Lace ajuda a criar uma atmosfera intimista e relaxante para a sala do chá.


O Lace na cor branca, também foi a escolha para dividir o quarto da sala de estar do pequeno apartamento produzido no showroom da Vener Decorações. Apesar do aspecto neutro da cor branca, o design do Biombo harmoniza com o restante da decoração que remete a um estilo colonial e romântico.


Por último, o modelo Spit foi aplicado como revestimento de teto e parede no projeto de Amicón + Ireno Arquitetura e Interiores. Com iluminação embutida, as formas geométricas ajudam a dar um toque moderno e descolado ao projeto da suíte. O revestimento foi aplicado na área central do quarto, diretamente sobre a cama, e forma uma dupla imbatível com o tom de madeira clara que traz aconchego ao ambiente.


0 visualização
whatsapp-logo-1.png

11 4011-7036  l 11 9 5732-9481

  • Facebook Mentha
  • Instagram Mentha
  • Cinza ícone do YouTube
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Pinterest Ícone